24 de out de 2009

ALIMENTAÇÃO


Quando praticamos Trekking precisamos levar em conta alguns fatores dos quais, não estamos acostumados. A necessidade de energia extra é um desses fatores. Estaremos exigindo um esforço extra do nosso corpo e como qualquer "motor", precisa de um aditivo para funcionar bem. 

Neste caso, este "aditivo" que me refiro é basicamente carboidrato. Também chamados de hidratos de carbono, glicídios ou mais comumente açúcares, são compostos formados de carbono, hidrogênio eoxigênio.

São encontrados em vários alimentos mas, um bom prato de massa na noite anterior e um café da manhã com frutas e pães, já lhe darão aquele "aditivo" suficiente para uma leve ou leve + .
Outro fator que devemos levar em conta é a fisiologia do trekking. Levando-se em conta que estamos acostumados a lugares planos, sem muitos desníveis e buracos, acostumnados com o conforto de um carro ou qualquer outro meio de transporte, começar uma trilha pode ser um pouco diferente. Lá, encontraremos piso irregular, aclives e declives, pedras e obstáculos naturais. Com o tempo e uma musculatura específica começa a se desenvolver e, aquele cansaço e dores no corpo que nos "rondam" no dia seguinte, começa a sumir gradativamente. Não devemos esquecer que estas dores são justamente aqueles músculos se desenvolvendo.

Então, não esqueça de começar a trilha bem devagar para o "motor" ir esquentando, uma boa alimentação e, se possível, uma barra de chocolate.

Abraços e boas trilhas.